Notícias

Dados Caged: Tocantins é o segundo colocado entre os estados da região Norte em geração de empregos

16/03/2021 - Nayna Peres e Lucas Ferreira / Governo do Tocantins

A construção civil foi um dos setores que apresentou crescimento no número de contratações A construção civil foi um dos setores que apresentou crescimento no número de contratações - Flávio Cavalera / Governo do Tocantins
O comércio também manteve números positivos em janeiro de 2021 O comércio também manteve números positivos em janeiro de 2021 - Flávio Cavalera / Governo do Tocantins
O secretário Tom Lyra, mantém diálogo aberto com os empresários dos diversos setores produtivos do Estado O secretário Tom Lyra, mantém diálogo aberto com os empresários dos diversos setores produtivos do Estado - Flávio Cavalera / Governo do Tocantins

De acordo com os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do mercado formal, referentes ao período de janeiro de 2020 a janeiro de 2021, o Tocantins manteve os bons números dos últimos meses e segue como um dos estados que mais abriu postos de trabalho, figurando na segunda colocação entre os estados do Norte do país. O primeiro lugar ficou com o estado de Roraima com 0,85%; seguido pelo Tocantins com 0,75%; em terceiro vem o Amazonas com 0,49%; Acre com 0,39%; o Pará teve 0,28%; Rondônia com 0,21% e em último lugar o Amapá com 0,03%.

Nesse contexto, o Estado do Tocantins está entre os cinco que mais geraram empregos na variação relativa de criação de postos de trabalho formais, no acumulado do mês de janeiro de 2021, segundo dados do Caged, divulgados na manhã desta terça-feira, 16, pelo Ministério da Economia.

Os dados apontam que apesar da crise econômica ocasionada pela pandemia, o nível de emprego vem reagindo com consistência e demonstrando a capacidade reativa da economia tocantinense.

Segundo a estatística, em janeiro, 5.110 foram desligados dos postos de trabalho ao passo que 6.501 foram reinseridos no mercado. Esta diferença garantiu ao Tocantins um saldo positivo de 1.391 novos postos.

Construção Civil e a Indústria são os motores desta reação

Os setores econômicos com os melhores desempenhos foram a construção civil; com saldo de 178 empregos e a indústria; com 218. Só no mês de janeiro, o setor da construção contratou 1.100 trabalhadores e demitiu 922, deixando um saldo positivo de 178 novos postos de trabalho.

Em relação ao comércio, os números também são positivos. No mês de janeiro de 2021, período que é marcado pelas demissões no setor, foram admitidos 2.120 trabalhadores e desligados 1.656, trazendo um resultado de 464 novos empregados.

Para o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Tom Lyra, os números são a comprovação de que os esforços do Governo de Mauro Carlesse para alavancar a economia tocantinense e, consequentemente, preservar empregos e criar novos postos de trabalho, mesmo diante da crise atual, tem surtido efeito.

“Temos trabalhado e investido na aproximação com o empresário, através de um diálogo aberto com todos os setores produtivos a fim de fomentar ações direcionadas para cada segmento e que realmente contribuam para apontar soluções e garantir que esse empreendedor mantenha sua empresa aberta e continue gerando emprego e renda para a população. É muito importante que o Estado caminhe lado a lado com a iniciativa privada”, apontou.

Ações do Governo do Estado


Os resultados positivos comprovam que essas iniciativas e ações contribuíram para reduzir os impactos dos meses difíceis que o empresariado enfrentou ao longo do último ano e que ainda estão refletindo em 2021.

Um exemplo dessas ações foi a aprovação de incentivos fiscais para três empresas que já estão implantadas no Tocantins e atuam no setor da indústria e do agronegócio. Um trabalho  realizado através da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (sics) em conjunto com o Conselho de Desenvolvimento Econômico (CDE-TO). “Uma das metas da gestão do Governador Mauro Carlesse é tornar o Tocantins um estado cada vez mais promissor. As políticas de incentivo fiscal e o reforço do potencial logístico do estado são apenas algumas das dezenas de iniciativas que se somam para alavancar o desenvolvimento econômico e social deste Estado”, destacou.

Além das ações junto às empresas tocantinenses, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e do Desenvolvimento Social (Setas) tem prestado todo apoio aos trabalhadores por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine). Durante a pandemia, os serviços de intermediação de mão de obra, emissão de carteiras de trabalho e seguro desemprego têm sido oferecidos de maneira remota por meio dos aplicativos Sine Fácil, Carteira de Trabalho Digital e ainda por telefone, Whatsapp e e-mail.

Segundo o secretário da Setas, José Messias Araújo, os esforços do Governo do Estado apoiando empresários e trabalhadores têm feito a diferença durante a pandemia. "Os dados revelam o esforço contínuo do governador Mauro Carlesse e toda nossa população em superar essa crise. Em média, nos painéis de vagas do Sine são intermediadas diariamente 300 oportunidades de emprego nas diversas áreas como comércio, construção civil e serviços. Nossas equipes têm buscado atender da melhor forma possível o cidadão tocantinense neste período de pandemia”, pontuou o gestor.