Notícias

Especialista em cultura digital deixa mensagem de otimismo aos empreendedores tocantinenses durante ‘live’

17/06/2020 - Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

Palestrante Gil Giardelli, durante bate papo desta terça Palestrante Gil Giardelli, durante bate papo desta terça - Flávio Cavalera - Governo do Tocantins
‘Live ‘Live" foi mediada pela diretora da Indústria, Comércio e Serviços, Geanny Pinheiro, e o jornalista Marcilei Dias - Flávio Cavalera - Governo do Tocantins

Os avanços tecnológicos que já eram sentidos pela sociedade sofreram uma grande aceleração nos últimos meses, com as exigências impostas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A corrida contra o tempo busca tratamentos potenciais no âmbito da saúde, mas também opções para a interação social e a recuperação econômica. 

Para o estudioso da cultura digital, educador, difusor de conceitos e atividades ligadas à sociedade em rede, Gil Giardelli, estamos passando por uma revolução científica sem precedentes. “Teremos um mundo fabuloso”, enfatizou com otimismo, durante ‘live’ com o tema Sociedade 5.0 - Tempos pós normais, oportunidades e desafios para o Tocantins, realizada na noite de terça, 17, pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (Sics). 

Durante a ‘live’, que foi mediada pela diretora da Indústria, Comércio e Serviços, Geanny Pinheiro, e o jornalista Marcilei Dias, o professor apresentou vários exemplos pelo mundo de atividades antes realizadas somente presencialmente que estão ganhando espaço no mundo virtual, além da rede de cientistas que utilizam inteligência artificial para desenvolver projetos nos mais variados segmentos.

 “Se o mundo não for de todos os habitantes não será de ninguém”, pontuou ao ressaltar a necessidade de conectar os milhões de brasileiros que ainda não tem acesso às novas tecnologias. Economia da colaboração humana, da economia criativa, da sociedade em rede e de estudos sobre o futuro são as palavras de ordem, em sua opinião. Por outro lado, Giardelli ressaltou os cuidados a serem tomados diante do excesso de conectividade, que tem agravado os casos de depressão e ansiedade: é preciso se desconectar em alguns momentos.

Balanço

Para Geanny Pinheiro, entre os pontos altos deste bate-papo está a mensagem otimista, já que outras crises ocorreram em variados períodos e tiveram efeitos positivos. “As crises contribuem para um novo repensar. Toda inovação demanda uma mudança de hábitos, e não existe melhor combustível para a inovação que um grande desafio. Isso é muito interessante”, lembra, apontando que um dos caminhos apontados pelo estudioso é o novo posicionamento do líder, com evidência não somente no lucro, mas em uma atuação mais social e humana. 

“É preciso repensar esse tempo pós normal e nos reposicionar para tirar o melhor, no aspecto do pensar do empresário, para ele se manter no mercado de trabalho, conseguir sobreviver e prosperar após a pandemia”, completa a diretora da Indústria, Comércio e Serviços.

Para o secretário de Indústria, Comércio e Serviços e presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa, Tom Lyra, a ‘live’ foi muito oportuna, ao trazer o olhar do professor, que defende a reinvenção a partir dos obstáculos que surgem. “A gestão Mauro Carlesse tem trabalhado com esta perspectiva, de buscar soluções criativas para crescimento do Estado, uma mudança de atitude saudável para todos os segmentos da sociedade”, completa.