Notícias

Governo do Tocantins e Faciet discutem implantação do projeto Tocantins + Competitivo

15/06/2020 - Fabia Lázaro

Diretora da Indústria e Comércio, Geanny, com a gerente de microempresas, Priscilla,  debatendo com o diretor da Faciet Diretora da Indústria e Comércio, Geanny, com a gerente de microempresas, Priscilla, debatendo com o diretor da Faciet - Divulgação

O Governo do Tocantins, por meio da secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (SICS), se reuniu, na última quarta-feira, 10, com a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Tocantins (Faciet), para tratar da implantação do projeto Tocantins + Competitivo.

O projeto, uma iniciativa da SICS em parceria com a federação, foi pensado com o propósito de fortalecer as micro  e pequenas empresa  do Estado do Tocantins. A ideia é impulsionar o aperfeiçoamento do que é entregue pelos pequenos negócios com o desenvolvimento da gestão da qualidade, incentivo à inovação e ao acesso ao crédito.

Durante a reunião, realizada entre a diretora da Indústria, Comércio e Serviços, Geanny Pinheiro, acompanhada da gerente de microempresas, Priscilla Freitas, e o  diretor  da Faciet, Irailson Mota,  foram alinhados a execução do projeto  que  prevê  a realização de capacitações, no formato presencial,  previstas para contemplar  mais de mil empresas, distribuídas por 24 municípios. A proposta é que o projeto seja lançado no próximo semestre, com apoio do FDE (Fundo de Desenvolvimento Econômico do Estado do Tocantins).

Para o gestor da pasta e presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, a execução desse projeto é de suma importância para o Governo do Estado do Tocantins, para a Secretária da Indústria, Comércio e Serviços e FACIET, uma vez que visa contribuir para a minimização dos efeitos da crise, neste momento crítico da economia, onde, principalmente os pequenos negócios estão enfrentando grandes dificuldades.

“´É determinação do governador Mauro Carlesse contribuirmos para  a longevidade e perenidade dos pequenos negócios, bem como, estimular os diversos setores e segmentos a aumentar a sua competividade, a gerar mais emprego e renda”, afirmou.