Notícias

Representantes do Governo do Tocantins e da África do Sul discutem intercâmbio comercial e tecnológico

18/02/2020 - Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

Durante reunião no Palácio Araguaia, representes do Tocantins e da África do Sul apresentaram suas potencialidades Durante reunião no Palácio Araguaia, representes do Tocantins e da África do Sul apresentaram suas potencialidades - Flávio Cavallera/Governo do Tocantins
Reunião com embaixador da Africa do Sul - Flávio Cavalera - Governo do Tocantins (13)_500.jpg Reunião com embaixador da Africa do Sul - Flávio Cavalera - Governo do Tocantins (13).jpg - FLAVIOCAVALERA

Após ser recebido pelo governador Mauro Carlesse, o embaixador da África do Sul no Brasil, Ntshikiwane Joseph Mashimbye cumpriu nova agenda no Palácio Araguaia, com o secretário de Indústria, Comércio e Serviços (Sics) e responsável pela Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, que fez uma apresentação das potencialidades econômicas do Estado. Também participaram do encontro, na tarde desta terça, 18, a secretária da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, e o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini.

“O Tocantins tem muito a aprender com a África do Sul, que alcançou um desenvolvimento muito rápido nas últimas décadas, após uma complexa mudança política”, lembrou Tom Lyra, depois de uma explanação sobre a estrutura econômica do Estado e suas potencialidades, em especial no setor do agronegócio. O gestor enfatizou fatores de potencial atração para investimentos estrangeiros, como a localização geográfica, os modais de transporte ligados por rodovias, ferrovia, hidrovia e ainda o transporte aéreo de cargas.

Lembrou também que o cenário econômico do Estado aponta para um crescimento em torno de 22% nos próximos 10 anos, pontuou os investimentos do Governo na melhoria da malha viária e os mecanismos de incentivo fiscal em vigor. “O governador Mauro Carlesse está motivado com a possibilidade de levar o Fórum Tocantinense de Negócios a Joanesburgo”, confirmou.

O embaixador também fez sua explanação sobre o potencial econômico da África do Sul, ressaltando que seu país é porta de entrada para relações comerciais com todo o continente. Lembrou que, hoje, há um desequilíbrio entre as importações e exportações entre os dois países, sendo importante reduzir o déficit negativo em mais de US$ 300 milhões para o seu país.

Ele confirmou o interesse em trazer empresários sul-africanos para conhecer as potencialidades do Estado, bem como receber investidores tocantinenses para rodadas de negócios em seu país, que figura entre os 26 mais industrializados do mundo, mas também precisa desenvolver ações voltadas para os agricultores familiares, como exemplificou. “Tenho certeza que os empresários ficarão surpresos em conhecer nosso continente”, completou Mashimbye, defendendo ainda o intercâmbio cultural entre o Tocantins e seu país.