Notícias

Indústria e Comércio recebe investidores dos Emirados Árabes interessados em consolidar negócios no TO

24/06/2019 - Fábia Lázaro/Governo do Estado

O secretário da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Ridoval Darci Chiareloto, recebeu, na manhã desta segunda-feira,24, uma comitiva do ABU Dhabi Fund for Development dos Emirados Árabes Unidos que estão em busca de consolidar negócios no   Tocantins. A reunião foi acompanhada pelo secretário da Agricultura,  Pecuária e Aquicultura, César Halum, superintendente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo e o presidente da  Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Alberto Mendes da Rocha,

A comitiva, composta pelo   encarregado de negócio da Embaixada daquele país, Abdelrahman Almaazi, e dos conselheiros do fundo de investimento Sharif Alsuwaidi e Tariq Obaid, veio ao Tocantins, pela primeira vez, para conhecer as oportunidades, na área do agronegócio, com interesse em adquirir empreendimentos de pequeno, médio e grande porte.

Os investidores   árabes têm interesse, principalmente, em efetivar negócios com indústrias de processamento de carne, grãos e com outros setores como agricultura, piscicultura, avicultura, e energia renovável, cujos empreendimentos estejam operando ou os projetos apresentem estudo de viabilidade econômica. O Fundo também está aberto a financiar projetos ligados à área de infraestrutura como estradas, pontes e barragens, através de Parceria Público-Privada (PPP) e Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) .

 “Nós percebemos que o Tocantins é um estado novo como os Emirados Árabes e por isso, queremos apoiá-los com os seus projetos”, afirmou o encarregado de negócios da Embaixada, Abdelrahman Almaazi, acrescentando  que  o Fundo já  tem mais de 5 bilhões de  dólares  investidos no País.  

Questionado sobre o valor de investimento disponível para o Tocantins, o Abdelrahman foi claro que “isto vai depender do número de projetos apresentados”.

Potencial

Na ocasião, o secretário apresentou as potencialidades do Tocantins que o faz diferenciar dos demais estados, principalmente, na questão logística, por contar com a Ferrovia Norte-Sul, com seis pátios modais, sendo dois em operação (Porto Nacional e Palmeirante), além de portos fluviais que dão acesso ao Atlântico, aeroporto em plena operação e  uma malha viária que permite acesso a todas as regiões do País.

Ridoval Chiareloto também destacou a localização estratégica do Tocantins, que faz divisa com seis estados da federação o que permite chegar a 41 milhões de consumidores num  raio de 1.200 km. 

“O Tocantins está pronto para viabilizar qualquer empreendimento e podemos oferecer mais que os outros estados já que contamos com localização privilegiada, logística diferenciada, bons incentivos fiscais  e terras abundantes disponíveis para exploração ,  “ ressaltou o secretário aos investidores. 

Ao longo do dia, mais reuniões devem ser realizadas com os investidores para aprofundar a negociação em  relação a projetos que eles manifestaram interesse no Tocantins. Além disso, a negociação está aberta e ainda serão repassados projetos de empreendimentos que atendam os interesses do Fundo de Investimento.