Notícias

Governo do Estado fortalece setor da avicultura com concessão de incentivos fiscais

23/10/2019 - Fábia Lázaro/Governo do Estado

Secretário fala dos incentivos do Governo do Estado aos empresários do setor da Avicultura Secretário fala dos incentivos do Governo do Estado aos empresários do setor da Avicultura - DIvulgação
Secretário com empresários do setor da avicultura e indústria de soja Secretário com empresários do setor da avicultura e indústria de soja - Divulgação

O secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Ridoval Darci Chiareloto, recebeu, em seu gabinete, na segunda-feira, 21, empresários do setor da avicultura de Paraíso e Porto Nacional que apresentaram projeto para implantar um abatedouro de frango para expandir o setor no Estado. Os empresários também pediram a liberação dos Termos de Acordo de Regime Especial (Tare) para serem beneficiados com incentivos fiscais através do Proindústria visando fortalecer ainda mais a atividade.

Segundo o proprietário da integradora  Agro Lucinho, Jiomar Lúcio Filho,  a empresa comercializa 25 mil aves vivas por semana que são vendidas para os estados do Pará, Maranhã e Piaui. Mas, segundo o empresário, o setor tem potencial para bem mais, já que existe uma cadeia de integração montada na região que atendia a Frango Norte, com mais de 80 galpões prontos para receber os pintinhos. E pouco a pouco, os aviários estão sendo realojados novamente.

E a meta, segundo Lúcio Filho, é expandir ainda mais o negócio com o mercado de frangos abatidos com a implantação do abatedouro. A expectativa dos empresários é colocar o frigorífico em pleno funcionamento no prazo de dois anos com previsão de abater 100 mil aves por dia.

 “Os produtores de Paraíso ficaram numa situação bem delicada com o fechamento da Frango Norte.  Mas, hoje estamos devolvendo a esperança aos agricultores com o comércio das aves vivas e, em breve, frango abatido”, afirmou.

A integradora, com sede em Porto Nacional e filial em Paraíso, é responsável pelo fornecimento de ração e pintinhos para os produtores. Cabe ao criador construir o aviário e se responsabilizar pelas despesas de luz, água e mão-de-obra.

Benefício fiscal

Jiomar Filho destacou que os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado serão fundamentais para o fortalecimento do negócio.  ”Hoje temos pressa para ser contemplado logo com este Termo de Acordo para termos direito a redução de 11% na nossa alíquota que favorece demais o comércio do frango vivo fora do   Estado,  isto porque dentro do Tocantins não existe este comércio. Sem este projeto de incentivo, a Cadeia era inviável no momento, explicou.

A empresa foi credenciada em agosto deste ano pela Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços a ser beneficiada com Regime Especial de tributação.

Segundo o secretário da pasta, o Governo do Estado vem prestando o suporte necessário para ajudar a fortalecer esta cadeia que sofreu um forte abalo com o fechamento da Frango Norte. Em relação ao Tare, o secretário informou aos empresários, que nos próximos dias, o termo será assinado pela Secretaria da Fazenda para que a integradora possa ser beneficiada com os incentivos fiscais.

 

Indústria de soja

Participaram ainda da reunião, o sócio-proprietário da esmagadora de soja, Nutritins, de Paraíso, Leandro Gaio, o sócio da empresa, Obeid Binzagr,  que  falaram de novos projetos para o aumento da produtividade de grãos no Estado.